Imagem

O Louvre fora do palácio

projeto_04

Nas últimas duas décadas, grandes museus do mundo abriram sucursais em lugares distantes de suas sedes originais, disponibilizando seus preciosos acervos e suas marcas, a fim de se tornarem os principais indutores da revitalização urbanística e publicitária das cidades que recebem suas filiais. O movimento iniciado quando o nova-iorquino Guggenheim aportou na então decadente cidade industrial de Bilbao, na Espanha, seguiu-se pelo Centro Pompidou de Metz e, em dezembro último, pelo Louvre, que desembarcou em Lens, no norte da França.

_

Leia na íntegra na revista ProjetoDesign 397 (março 2013)
http://arcoweb.com.br/projetodesign-assinantes/arquitetura/sanaa-museu-do-louvre-lens-franca

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s