Imagem

Respostas na sutileza dos detalhes

projeto_10

Seja inserido na mata Atlântica, no litoral paulista, ou no rés-do-chão de uma das principais construções modernas do Rio de Janeiro, o ato do projeto pauta-se por condições muito específicas do contexto. Tanto no pavilhão projetado por Mauro Munhoz, no Guarujá, quanto na intervenção de Caio Calafate e Pedro Varella em meio ao pilotis do Parque Guinle, de Lúcio Costa, a questão se soluciona no que cada projeto contém de menor escala. Nos detalhes construtivos encontramos a essência da mediação com o locus onde se inserem. Nestas construções secas, tal estratégia possibilita a serenidade do diálogo do novo com o que lhe precede.

_

Leia na íntegra na revista ProjetoDesign 406 (dezembro 2013)
http://arcoweb.com.br/noticias/arquitetura/a-forca-da-pequena-escala-na-arquitetura-de-dois-abrigos

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s