A lógica do encadeamento

Ao fundo, a cadeia de montanhas; à frente, a cadeia de casinhas vermelhas. A palavra-chave “cadeia” é empregada na acepção, segundo o dicionário Michaelis, “série ininterrupta de coisas semelhantes […]. Continuidade, encadeamento, sucessão”. Deduzido do exuberante relevo de Monterrey (México), o ato de encadear é o princípio formal do Restaurante Santa Cruz. A cadeia de casinhas vermelhas é a imagem peculiar que dá identidade a este estabelecimento que ambiciona expandir-se para se tornar uma cadeia de restaurantes de frango assado. Assim, a solução projetual – em especial, a imagem arquitetônica – é a marca da empresa alimentícia e peça central de uma estratégia corporativa maior.

Tanto o modo como se obtém a expressividade formal do edifício quanto a maneira como o projeto arquitetônico se adere à lógica empresarial são qualidades atípicas para um escritório de arquitetura brasileiro, principalmente dentro do que se convenciona como boa arquitetura nacional. Indícios para isso são fornecidos pela própria biografia do autor, o arquiteto paulistano Eiji Hayakawa.

_

Leia na íntegra na revista ProjetoDesign 419 (março 2015)
https://arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/eiji-hayakawa-restaurante-santa-cruz-monterrey-mexico

Anúncios