Todas as fichas na arquitetura

É preciso avisar de antemão: este não é um projeto feito por caridade. Nem mesmo se encaixa a definição de habitação social. De fato, a história da Casa na Vila Matilde restitui algo de elementar à arquitetura.

[…]

Cabe também acrescentar que este não é um caso de fé à profissão. Provavelmente, dona Dalva não conhece Le Corbusier. Dona Dalva não sabe dos benefícios da planta livre, nem dos outros quatros pontos para a arquitetura moderna. Dona Dalva não deve estar ciente da importância gregária do salão caramelo da FAUUSP. Pelo processo de construção, Dona Dalva não deu indícios de se importar com as condições operárias no canteiro de obras. Dona Dalva não se encanta com os hightechs, desconstrutivistas, metabolistas ou sustentáveis. Dona Dalva não aprendeu com Las Vegas. Ou seja, dona Dalva passa ao largo da intelligentsia arquitetônica, mas mesmo assim, por algum motivo, eles apostaram todas as fichas na arquitetura.

Leia na íntegra na AU 259 (outubro 2015)
http://au.pini.com.br/arquitetura-urbanismo/259/com-orcamento-restrito-e-terreno-exiguo-arquitetos-do-terra-e-365010-1.aspx

Anúncios